facebooktwitterinstagramcraceara

fone

Adm. Josimar Sousa - Administradores: elo fundamental e estratégico para a inovação na gestão pública

josimarAutor: Adm. Josimar Sousa

Atualmente os serviços públicos estão passando por formulação e sua descentralização se torna cada dia mais comum. No entanto, apesar desta estratégia de descentralizar serviços para Distrito Federal, Estados e Municípios, ainda é possível identificar com bastante freqüência inúmeros problemas na máquina pública, dentre eles, demora no atendimento, inúmeras filas em postos de saúde, serviço social, INSS e autarquias municipais de trânsito, ocasionando assim, a ineficiência na gestão pública.

Nesse sentido, as perspectivas para fazer avançar a Gestão Pública, visando responder aos desafios de uma governança que alavanque o desenvolvimento, certamente exige inovação. Existem vários conceitos de inovação, se tornando bastante variado, dependendo da sua aplicação.

Diante do exposto e de forma sucinta, inovação é a exploração com sucesso de novas idéias. E sucesso para gestão pública, por exemplo, significa redução de custos, acesso a novos processos de trabalho, melhor gerenciamento dos indicadores e principalmente a satisfação do cidadão ao procurar os serviços públicos.

De acordo com site EXAME O Brasil ainda caminha a passos lentos na busca pela inovação. O país está na 69ª posição do Índice Global de Inovação, principal ranking internacional sobre o tema, e despencou 22 posições nos últimos sete anos.

Percebemos em nosso cotidiano inúmeros relatos de gestões ineficientes, apresentando problemas para atender às necessidades crescentes da sociedade. A inovação se torna requisito fundamental para mitigar os desafios atuais da administração pública. Dessa forma, não é mais possível ficar nesse contexto de pautar-se somente por ferramentas burocráticos no dia a dia de suas atividades, pois isso continuará ocasionando a insatisfação do cidadão frente a práxis da gestão pública. Portanto, é preciso inovar para alcançar a eficiência, conforme elencada pela Emenda Constitucional 19/98, como um dos princípios pelo qual será regida a administração pública.

PAPEL DO(A) ADMINISTRADOR(A) NA GESTÃO PÚBLICA: MINIMIZAR, OTIMIZAR, MAXIMIZAR.

De acordo com o site administradores.com O mundo está em constante desenvolvimento, lidar com pessoas, problemas financeiros, projetos, controle de produção não é pra qualquer um. É preciso uma mudança no pensamento organizacional. Afinal, você iria se consultar com um médico se o mesmo não fosse graduado? Se ele não estivesse apto, preparado para lhe prestar tal atendimento? E quanto a um advogado? Seria interessante chamar a primeira pessoa que estivesse passando ali despreocupadamente pela rua para defender seus direitos? Provavelmente as respostas para essas perguntas seria não. Nesse sentido, gestão não deve ser diferente, pois é dele que vem a prestação dos serviços para a população.

A função do profissional de Administração no âmbito da gestão pública fomenta a realização de ações voltadas ao planejamento, implementação da inovação, gerenciamento e monitoramento dos indicadores no cotidiano da sociedade. Além desta atribuição, a categoria colabora, significativamente, pela execução de estratégias que auxiliem as organizações públicas a alcançar seus objetivos e metas.

A importância do(a) administrador(a) para o sucesso de uma gestão ganha especial relevância no contexto atravessado pela economia, pois o mesmo realiza análise dos fatores internos e externos na perspectiva de implementar ações para a mudança de hábitos obsoletos na organização. Tal economia, intensamente globalizada e que envolve, rotineiramente, operações e diálogos com outras instituições em outros municípios e estados, carece em sua equipe de profissionais com visão inovadora, subsidiando o alcance de excelentes resultados para gestão pública. Assim, se considerarmos a amplitude da abrangência das competências do administrador, torna-se inegável a sua indispensabilidade para o sucesso da sociedade.

São algumas das palavras de ordem para um bom administrador. Isso porque ele buscará:

·         Minimizar os custos para o erário

·         Otimizar os procedimentos no âmbito da gestão pública.

·         Maximizar os resultados da organização.

Nesse sentido, apresentarei um Case de sucesso onde um profissional de administração, visando desenvolver estratégias para reduzir custos, otimizar processos e conseqüentemente melhorar o atendimento da população, implementou diversas ações inovadoras em um órgão do Estado. Uma delas foi a redução do número de relatórios enviados pelos municípios ao referido órgão público. Isso foi possível devido a utilização de uma ferramenta tecnológica, gratuita, junto aos 184 municípios do Ceará.

ANTES DA IMPLANTAÇÃO DA INOVAÇÃO

Antes da inovação cada município enviava mensalmente cerca de 04 a 08 relatórios. Multiplicando, média de 5 relatórios, pelo número de municípios no estado do Ceará, temos 935 relatório/mês. Os referidos relatórios eram enviados pelos municípios por fax ou enviados por malote, onde gerava muitas despesas tanto nos insumos de papel, combustível, pessoal e serviços prestados por outras empresas. Outro problema era referente aos prazos para o envio dos relatórios, onde, muitas vezes, os relatórios chegavam fora dos prazos e com letra ilegível, ocasionando problemas para a tomada de decisão.

APÓS IMPLANTAÇÃO DA INOVAÇÃO

Com a implantação da estratégia inovadora, onde utilizamos a ferramenta do Google Drive, para otimizar a entrega dos relatórios em tempo real e viabilizar a redução dos custos nos insumos, combustível e prestação de serviços. Logo após o treinamento com o público alvo, cerca de 30 dias, conseguimos atingir nossos objetivos, dentre eles o de receber todos os relatório em tempo real, de forma online, contribuindo para uma gestão mais eficiente e eficaz.

Já estamos implementando ações deste tipo em outras áreas da gestão, como o gerenciamento da frota de veículos e o controle interno de processos administrativos.